domingo, 28 de janeiro de 2007

metrópole

a imensidade urbana nos deixa invisiveis
em meio a tanta multidão e chegamos a sentir
toda a ilusão...

2 comentários:

dansesurlamerde disse...

bonito como teus olhos.

nina trevor disse...

nada como ter um cérebro tão macio quanto permeável, aonde todas as linhas de pensamentos da multidão se enroscam, como pipas.
(é assim que se lê pensamentos.)

beso ;**