terça-feira, 13 de fevereiro de 2007

Talves seja só uma lembrança batendo na minha mente, fazendo sentir coisas que talvez não sejam para mim, por ser incapaz ou por medo. Essa imagem representa uma parte da minha juventude perdida, uma referencia ao punk que descobri nos meus 13 anos, ouvindo ramones, husker du, black flag, clash e as historias da revista trasher e das suas fitinhas lendarias com coletaneas de hardcore, em uma materia na tv, dai veio algumas menções ao skate punk. Não me familiarizo com o que dizem sobre o skate hoje, mas quando eu andava sentia liberdade e esquecia do meu mundo de traumas.
Vendo "DOG-TOWN" veio uma sensação que de como esas coisas mudaram a minha vida, mesmo achando so algo de preenchimento ao um cara complicado em meio a crises, sem contato com o mundo tão amendrotador.

4 comentários:

nina trevor disse...

imaginos cenas dignas de filme, quando você falou do skate te fazendo se sentir livre :x
adoro seus textos ;*

Amarga disse...

Lembranças invadindo a nossa vida. Algumas vezes trazem risos, em outras uma dorzinha com a nostalgia, né?
Nos meus treze anos eu também ouvia Ramones... 1,2,3,4... pulos no sofá... textos anarquistas e a idéia de mudar o mundo. Com o tempo, a gente senta no sofá, se acomoda... fica achando difícil mudar a nossa vida, imagine o mundo. Mas foi uma fase legal, bonita. E é sempre bom abrir a portinha do passado e buscar coisas assim, que fizeram parte do nosso ser.

Gostei do seu blog =)

Mitsue disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sayuri disse...

ótimo aqui, rica ;*