domingo, 12 de agosto de 2007

definições após um dia duro

De certa forma o Klaus tem razão, em um desabafo sobre as preocupações de um ser humano.
-Cara eu me preocupo se eu vou receber meu salário em dia, e pagar as minhas contas. Me preocupo com as condições precárias da saúde pública, e se vou poder cumprir meu dever de médico e ajudar os meus pacientes, a maioria pobre. Me preocupo com a violência do estado, representada por uma polícia despreparada e violenta, e também com a violência social que é um reflexo da nossa desigual sociedade. Tenho medo da ignorância humana... E fico triste com o aumento da pseudo-indignação da classe média alta, que beira um discurso de direita, discurso que camufla sua própria ignorância, pois o que faram com os filhos nobres da sua própria classe que matam prostitutas, espancam pretos e pobres?
Após um dia duro, leituras de manchetes de jornais, e olhando a vida ao redor sinto todo o pessimismo e uma busca de forças para suportar.

Um comentário:

a_toffani disse...

goze do prazer de odiar o mundo.


já diria meu queridinho rubem fonseca.