sexta-feira, 23 de maio de 2008


É bonito passar um dia de céu azul, hardcore, e amigos. A comida vegan estava ótima, as conversas sobre assuntos dos mais variados desde sobre futebol até formas de ter metas estranhas na vida como catar clipes no chão, só ficar no quarto lendo após um dia de trabalho alienante. Os shows foram legais, apesar do calor no porão do balarama fazer a pressão baixar, não desanimou a empolgação. Destaco os shows do Condictio, e do Ecoresistencia, que tem os mesmos integrantes trocando o vocal e o tipo de som, na primeira temos uma influência forte de Fugazi, Dag Nast, Embrace. Já o Ecoresistencia tem uma linha mais hardcore old school sxe, com uma forte influência de Earth Crisis, com direito a uma ótima cover deles. Mas o que me chamou nos integrantes era o fato deles serem da periferia de São Paulo e negros. Fiquei feliz ao ver suas formas de resistência, sua luta contra o preconceito, defesa animal e humana. O hardcore não é feito de poses e meninos brancos revoltados, a sua origem é de choque e questionamento, e todos podem fazer barulho sincero e não para ser o 'revoltado de shoping".

2 comentários:

Icaro Thiago disse...

Pois é... eu também pensava que entre o Condictio e o Ecoresistência só mudava o vocal.
Eles tocaram desse jeito porque tavam bem desfalcados.
Abração Ricardo. Ótimo post =)

Icaro Thiago disse...

Ah! To a fim de ressucitar um projeto de zine que ficou congelado no tempo, que teria sua edição virtual (blog e-zine) e impressa (zine). A idéia é distribuir em shows e outros eventos que tenham a ver hardcore, punk, vegetarianismo e afins.
Te convidei pra ser um colaborador do blog pelo seu hotmail, e ficarei honrado se você aceitar o convite.

E aí, vamo revolucionar essa porra?